Explicite a campanha para todos os funcionários envolvidos – mesmo os indiretos. Aqueles que não têm contato com o cliente, mas serão impactados de alguma forma, precisam conhecer o core da campanha. Isto inclui o rapaz do estoque que terá sua rotina alterada, o analista de TI que terá que cadastrar um novo produto/serviço, as pessoas da contabilidade ou do financeiro, enfim, onde quer que a campanha ‘encoste’ dentro da empresa.
Treine todos os funcionários que terão contato com o cliente. O que dizer, como dizer, como se portar diante das dúvidas.
Engaje. Torne esta e as demais campanhas um verdadeiro desafio para todos. É importante que todos tenham a meta clara. Por exemplo:   com a movimentação de 6% dos clientes da matriz, vamos aumentar a receita operacional em 10%. Tenha gestão à vista. Todo dia, todos acompanhando os resultados.
Não é necessário remunerar os envolvidos pelo alcance da meta. Pode fazê-lo, mas o engajamento com a causa, com o propósito e com as metas trazem mais resultado do que aquela velha crença de colocar  ‘a cenoura’ na frente. Cenouras são para burros.  Você trabalha com pessoas.  Com isso em mente, todo o mais é aplicação de ferramentas de gestão!