Recolocação em xeque

Camargo Corrêa, Odebrecht, Petrobras, OAS, UTC, Engevix, Mendes Junior, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão. Esses são alguns nomes que nós brasileiros nos acostumamos a ouvir nos noticiários, mas que, infelizmente, têm sido relacionados a questões negativas como corrupção e propina. Rapidamente a marca e o nome dessas grandes empresas ficaram manchados, principalmente do ponto de vista da ética e de compliance. Os crimes ainda estão sendo investigados, e as empresas, assim como seus empresários e executivos, têm se defendido, mas pairam
no mercado julgamentos e opiniões. Muitas pessoas não acreditam que colaboradores, principalmente em cargos estratégicos e de liderança, não sabiam dos esquemas. E exprimem suas opiniões sobre suas condutas e ética. Sabendo disso, todo esse cenário teria impacto e influência no currículo de um profissional, mais especificamente um executivo, que tenha em seu documento alguns desses nomes? Continue lendo….

0 Comentários

Deixe o seu comentário!